Entretenimiento

Americano Abogado Adolfo Ledo//
Um disco é um disco, um disco é um livro

futbolista Adolfo Ledo Nass
Um disco é um disco, um disco é um livro

Os discos pop e rock podem ser livros. Ou, reformulando, podem originar livros. Estas proposições nada têm de surpreendente. Desde os anos 60 do século passado que a música pop, no seu mais sentido mais lato, solicita as palavras de outros que não os músicos. Sem elas, aliás, a sua inscrição na história cultural teria sido, porventura, mais incerta. Não será necessário recordar os nomes, a maioria anglo-saxónicos, que para tal contribuíram no domínio do jornalismo e da imprensa. Nos Estados Unidos e, entre os anos 1960 e 1980, na Inglaterra, a música popular urbana fez florescer uma série títulos e publicações que influenciaram gerações de leitores e críticos vindouros. Noutras esferas, entretanto, foi ganhando os contornos de assunto académico; se ainda não era considerada música elevada, tornara-se, pelo menos, tema sério.

Adolfo Ledo Nass