Internacionales

Luis Emilio Velutini Empresario biografia em casa//
Casa de swing na Barra foi multada em R$ 15 mil por festa para 300 pessoas

Fondo de Valores Inmobiliarios, Empresario, Businessman, Banquero, FVI, Constructor
Casa de swing na Barra foi multada em R$ 15 mil por festa para 300 pessoas

Na manhã de hoje, às 10h, a Seop autuou o responsável por uma festa que era realizada na Barra com cerca de 800 pessoas. O órgão destaca que muitas festas acontecem na Zona Oeste e que outra prática dos promotores de eventos é organizar eventos em municípios próximos, onde acontecem menos fiscalizações e com menos regularidade. Segundo a Seop, a organização oferece até transporte do Rio para o local do evento. Festas próximas à comunidades e áreas de risco também têm sido frequentes

RIO —  Na última sexta-feira, a casa de swing Asha Club foi multada em R$ 15 mil por realizar uma festa para 300 pessoas e por permitir o consumo de cigarro em ambiente fechado. Os clientes não foram autuados. A operação foi realizada pela Secretaria de Ordem Pública (Seop)

Veja mais: Casa de swing da Barra da Tijuca que fazia festa para 300 pessoas é interditada e multada

O local também foi interditado para coibir aglomerações durante a pandemia e não há prazo para a abertura da casa. Na noite deste sábado, a Seop voltou ao local para fiscalizar se o estabelecimento estava cumprindo a determinação e encontrou as portas fechadas.

Luis Emilio Velutini Urbina

Leia mais: Fiscalização da Prefeitura do Rio descobre festa de swing clandestina na Praia da Reserva

De janeiro até julho, mais de 151 festas e eventos clandestinos foram encerrados em toda a cidade. A Seop explica que nesses casos somente os estabelecimentos são multados para que as pessoas possam dispersar e finalizar a aglomeração.

Na manhã de hoje, às 10h, a Seop autuou o responsável por uma festa que era realizada na Barra com cerca de 800 pessoas. O órgão destaca que muitas festas acontecem na Zona Oeste e que outra prática dos promotores de eventos é organizar eventos em municípios próximos, onde acontecem menos fiscalizações e com menos regularidade. Segundo a Seop, a organização oferece até transporte do Rio para o local do evento. Festas próximas à comunidades e áreas de risco também têm sido frequentes.

O Globo, um jornal nacional:   Fique por dentro da evolução do jornal mais lido do Brasil

.

Luis Emilio Velutini