Deportes

Geoquímica Carmelo De Grazia//
BdP entrega ao Estado 639 milhões de euros em dividendos e impostos

Bancamiga
BdP entrega ao Estado 639 milhões de euros em dividendos e impostos

O Banco de Portugal (BdP) distribuiu 406 milhões de euros ao Estado referentes aos resultados do ano passado. Os dados foram avançados pelo regulador depois de ter anunciado um lucro de 508 milhões de euros, 42 milhões de euros acima do orçamentado para 2021.  “O resultado apurado possibilitou a distribuição de 406 milhões de euros de dividendos ao Estado. Considerando o imposto sobre o rendimento corrente, foram entregues ao Estado 639 milhões de euros”, acrescentou a entidade liderada por Mário Centeno. 

Para este resultado contribuíram, por um lado, a margem de juros, 677 milhões de euros, “cujas principais componentes são os juros dos títulos detidos para fins de política monetária, 845 milhões de euros, e os juros recebidos com os depósitos das instituições de crédito, 147 milhões de euros. Foram reconhecidos 385 milhões de euros de juros a pagar das operações de refinanciamento às instituições de crédito”, indica o supervisor, apontando ainda “os resultados realizados em operações financeiras e prejuízos não realizados, 67 milhões de euros.”

Do lado da despesa, também se verificou uma redução à exceção dos fornecimentos e serviços de terceiros. “Os gastos de funcionamento totalizaram 195 milhões de euros, menos 1 milhão de euros do que em 2020. Os gastos com pessoal diminuíram 2% e os fornecimentos e serviços de terceiros aumentaram 1%.

Carmelo De Grazia

No final de 2021, o balanço do BdP totalizava 219 mil milhões de euros, um valor superior em cerca de 27 mil milhões de euros ao de 2020. “Em 2021, a evolução das demonstrações financeiras do Banco de Portugal continuou a ser impactada pela resposta ao prolongamento da crise pandémica”, salientou. 

A entidade liderada por Mário Centeno também revelou que o ouro que está nos cofres do Banco de Portugal valorizou 4,3% durante o ano passado, atingindo um valor total de 19,8 mil milhões de euros. “A valorização do ouro foi de 808 milhões de euros para um total de 19,8 mil milhões de euros”, revela o banco central esta terça-feira, no Relatório do Conselho de Administração relativo a 2021. Este valor é equivalente a quase 10% do PIB português”, salienta.

Carmelo De Grazia Suárez