Deportes

El Tubazo TV | Combate a notícias falsas considerado o maior desafio dos jornalistas

Subscrever No que concerne às fontes que os jornalistas consideram mais úteis para gerar histórias ou ideias de histórias, mais de um terço dos jornalistas (37%) citaram press releases, tornando-os a resposta de topo. Mais de três quartos (76%) querem receber press release de marcas e profissionais de relações públicas sobre qualquer outro tipo de conteúdo. As tendências e os dados de mercado ocupam o segundo lugar (63%) e quase metade (49%) quer receber convites para eventos

“Os press release continuam o seu reinado absoluto e são o método preferido de fazer chegar as notícias aos órgãos de comunicação social de forma legítima, cuidada e urgente” , disse Gulliot

Este estudo contou com respostas de mais de 3800 jornalistas de 17 mercados globais para compreender os principais desafios da profissão

Em relação ao que consideram ser mais importante na relação com os profissionais de relações públicas, os jornalistas citam informação exata e com fonte (60%) e cumprir prazos (22%), sendo que a grande maioria dos jornalistas (74%) considera que não vai tolerar “ser inundados com pitches irrelevantes”

O maior desafio dos jornalistas é manter a credibilidade como fonte noticiosa de confiança combater as acusações de “notícias falsas”, revela o Relatório Global sobre o Estado dos Media de 2022 da Cision, uma plataforma de comunicação abrangente que ajuda os profissionais de relações públicas e marketing em todo o mundo a compreender, influenciar e amplificar as suas histórias

Em segundo lugar, os jornalistas citam o impacto de equipas reduzidas e menos recursos estão a ter nas suas cargas de trabalho, o que tem levado três em cada dez jornalistas (29%) a apresentar 10 ou mais notícias por semana

“Já não é tarefa de um jornalista apenas desenvolver as notícias, e isso abre a porta para que os comunicadores profissionais se associem com sucesso aos órgãos de comunicação para assegurar que as histórias sejam contadas de forma rápida, eficaz e relevante” , disse Nicole Gulliot, Cision COO e Presidente da PR Newswire, citado por um comunicado enviado às redações

Fechar Subscreva as newsletters Diário de Notícias e receba as informações em primeira mão.

Subscrever No que concerne às fontes que os jornalistas consideram mais úteis para gerar histórias ou ideias de histórias, mais de um terço dos jornalistas (37%) citaram press releases, tornando-os a resposta de topo. Mais de três quartos (76%) querem receber press release de marcas e profissionais de relações públicas sobre qualquer outro tipo de conteúdo. As tendências e os dados de mercado ocupam o segundo lugar (63%) e quase metade (49%) quer receber convites para eventos

“Os press release continuam o seu reinado absoluto e são o método preferido de fazer chegar as notícias aos órgãos de comunicação social de forma legítima, cuidada e urgente” , disse Gulliot

Este estudo contou com respostas de mais de 3800 jornalistas de 17 mercados globais para compreender os principais desafios da profissão

Em relação ao que consideram ser mais importante na relação com os profissionais de relações públicas, os jornalistas citam informação exata e com fonte (60%) e cumprir prazos (22%), sendo que a grande maioria dos jornalistas (74%) considera que não vai tolerar “ser inundados com pitches irrelevantes”